Refrigerante Probiótico

42492202_945304775659421_7092668808900378624_n

O mundo ocidental vem despertando pra os sabores e funcionalidade dos fermentados, afinal os probióticos gerados pelas bebidas fermentadas são excelentes para prevenção e tratamento de diversas alteração de saúde , agindo na microbiota do intestino tem ação direta sobre a imunidade.

Existem muitas possibilidades de fermentações, mas devido as limitações da Síndrome Látex Alimentos, fiz adaptações de uma tradicional receita russa, cuja base é batata doce. A receita a original sugere muito mais ingredientes que incluem frutas, o que para mim não é possível. Mas com poucos ingredientes foi possível fazer um refrigerante muito saboroso que lembra o sabor do “keep cooler”, porém menos doce.

Fiquei muito satisfeita com o resultado, um frisante saboroso e gaseificado cheio de saúde!

A receita é simples e o processo também, mas é importante observar o processo e envasar de forma certa para não explodir tudo e fazer uma lambança, bem como estarem atentos a vedação, no segundo processo de fermentação, após coar.

Providencie, antes, garrafas plásticas para 4,5 litros. Serão armazenados 3 litros, mas os vasilhames tem de manter espaço vazio para fermentar. Também pode ser envasado em vidro, mas é arriscado, pois caso fermente muito pode explodir – além disso o plástico permite que você sinta que ele está enrijecendo e assim pode saber quando houve bastante formação do gás e, portanto, está pronto.

Na primeira tentativa tinha apenas uma boa garrafa de 3 litros, mas como disse, ao envasar é preciso deixar espaço vazio para o gás. Então usei outras duas, uma de vidro e uma de água com bico. Ambas tinham tampas que não vedavam bem e foram empurradas pelo gás, pude assim experimentar o resultado de diversos pontos da fermentação e em todos eles o sabor estava ótimo, mas somente a garrafa que ficou bem fechada formou gás suficiente para formar bastante bolhas.

Eis, então, a receita do Fermentado de Batata (refri de batata doce).

 

Ingredientes:

  • 2 batatas doces grandes ou 04 pequenas lavadas, descascadas e raladas;
  • 1 e 2/3 xícaras de açúcar mascavo (pode ser demerara ou cristal, evite o refinado);
  • ¼ de xícara de suco de cenouras, feito com 02 cenouras em ¼ de xícara de água e 1 pimenta sem semente, coado;
  • 1 pitada de sal marinho;
  • ½ copo de Kefir de água ou 01 grão do Kefir;
  • 3 litros de água filtrada.
  • Recipiente de 03 litros para a primeira fermentação e garrafas plásticas para a segunda fermentação. Estas últimas deverão ficar com 1/3 vazio quando envasadas para a segunda fermentação, portanto você precisará de várias para colocar os 3 litros e respeitar este espaço vazio que é fundamental para o gás se formar sem explodir. Pode ser colocado em vidro, mas no plástico é possível sentir que ele enrijece a medida que o gás se forma e assim saber quando está pronto.

Preparo

  • Lave, descasque e rale as batatas.
  • Coloque as batatas raladas no recipiente de 3 litros e acrescente os demais ingredientes, completando com os 3 litros de água;
  • Tampe com papel e reserve, no escuro, por 2 dias.
  • Coe, coloque nas garrafinhas plásticas com tampa respeitando os 1/3 de espaço livres e reserve no escuro por mais 2 a 4 dias. Observe o gás e aperte a garrafa para sabe quando suspender a fermentação. Se preferir mais suave e dependendo do calor do ambiente, 1 dia pode ser o suficiente. Mas se quiser refrigerante bem gaseificado, deixe de 2 a 4. Quando a atingir o ponto de fermentação desejado, deve ser levado ao refrigerador e pode ser consumido em 2 semanas.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s